Fique10


A importância da avaliação física by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:45 pm
Filed under: Treinos de Exercícios | Tags:

Muitas pessoas passam à idade adulta sem praticar atividades físicas, se tornando
totalmente sedentárias, o que contribui para o aparecimento de algumas doenças (obesidade,
 doenças cardíacas, lombalgias e depressão).

A avaliação física tem como objetivo avaliar o nível de aptidão física atual e as
mudanças  que serão necessárias no programa de exercícios para alcançar os objetivos
desejados. Ela permite ao professor responsável pela atividade escolhida conhecer o
estado físico em que o aluno se encontra, podendo assim estabelecer um programa de
treino que respeite limites(prevenindo lesões) e apresente resultados.

Quais os testes realizados na avaliação física ?
A avaliação física é composta pelos seguintes testes: anaminese, medidas da composição
corporal ou medidas antropométricas, ciclo ergômetro, flexibilidade, resistência muscular
 e análise postural.

1. Anaminese: dividida em anaminese alimentar, composta por um questionário que visa
 identificar os hábitos alimentares do indivíduo, posteriormente encaminhado a um
nutricionista para a realização da avaliação nutricional, e anaminese física, composta
por um questionário contendo perguntas  relacionadas ao histórico médico familiar e
pessoal, prática de atividades físicas, tabagismo e outros.
2. Medidas da composição corporal: avalia o peso corporal e sua composição, para
que se estabeleça um percentual de gordura  corporal e o peso ideal. Para isso são
extraídas  as medidas de peso, estatura, diâmetros e dobras cutâneas.
3. Ciclo ergômetro: tem o propósito de determinar as respostas do corpo durante a
atividade física, com relação a capacidade cardiorespiratória, que é composta pelo ciclo
 respiratório, freqüência cardíaca e pressão sanguínea. Este teste indica o valor de
VO2 máximo consumido pela pessoa.
4. Flexibilidade: tem como objetivo avaliar o grau de flexibilidade dos músculos
que cercam as articulações, assim como sua amplitude.
5. Resistência muscular: avalia a capacidade do músculo de repetir movimetos
idênticos durante um determinado tempo.
6. Análise postural: aponta falhas na postura, que podem ser corrigidas com a
prática da atividade física.

Anúncios


Ginástica Laboral by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:43 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags:

Ginástica é a arte de exercitar o corpo, para desenvolvê-lo e fortificá-lo, possuindo
também a função de produzir saúde física e mental. Laboral significa trabalho, vem de
labor, portanto, Ginástica Laboral é uma atividade física leve, realizada no ambiente
de trabalho.

A Ginástica Laboral visa preparar o corpo e a mente do trabalhador para sua jornada de
trabalho, e compensar a musculatura após um dia cansativo e exigente.

Pode ser definida também como um conjunto de atividades físicas destinada a trabalhadores
, que segue uma metodologia específica e criteriosa de acordo com a atividade realizada
durante o trabalho.

Ela age de forma preventiva e terapêutica nos casos de LER/DORT, sem levar o trabalhador
 ao cansaço, por ser de curta duração e direcionada a exercícios de alongamento e de
compensação muscular das estruturas envolvidas nas tarefas operacionais diárias.

Objetivos

> Prevenção de LER/DORT.
> Integração dos funcionários.
> Sociabilização do ambiente de trabalho.
> Aumento de Produtividade.
> Diminuição e Prevenção de Fatiga.
> Qualificação da Empresa.
> Melhoria de relacionamento inter-pessoal.
> Dimuição de custos com afastamentos e tratamentos.
> Redução do absenteísmo.
> Contribuir com pausas recomendadas pela NR-17.
> Apresentação de relatórios de melhoria.
> Contribuir na Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Aspectos sociais

> Integração Social.
> Estimula o Sentido de Grupo.
> Favorece a Cooperação entre funcionários.
> Melhoria de relacionamento.
> Qualidade de Vida dentro e fora da Empresa.
> Adoção de hábitos saudáveis.
> Melhora de desempenho individual e em grupo.
> Projeção da Empresa.

Aspecto psicológico

> Alteração de hábitos e rotinas.
> Quebra da monotonia.
> Diminuição da distração.
> Aumento de motivação.
> Aumento na velocidade de raciocínio.
> Minimiza o bloqueio ou pausa forçada autônoma.
> Contribui para a Auto-Estima.
> Diminui a Ansiedade.
> Auxilia no combate à Depressão.
> Equilíbrio Emocional.

Fonte: Ergoprev



10 dicas para manter a beleza de sua pele by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:40 pm
Filed under: Dicas importantes | Tags: ,

1- Alimentação: comece cuidando de dentro para fora. Utilize uma dieta balanceada com
todos os grupos alimentares, principalmente fibras as verduras e frutas com casca
melhoram o funcionamento do intestino. Reduza gorduras, frituras, açúcares e carne
vermelha.

2- Água: Recomenda-se ingerir dois litros de água por dia, cerca de oito copos. Para
que seja eliminado as toxinas e detritos do organismo.

3- Vida saudável: faça exercícios, além de eliminar as gordurinhas incomodas também
estimula o metabolismo do tecido e combate o estresse, outro grande vilão da saúde
da sua pele, causador da acne.

4- Dormir: nada melhor do que dormir para repor as energias. Uma boa noite de sono é
um verdadeiro tônico para a pele, favorecendo a nutrição e a desintoxicação do organismo.

5- Nada de vícios: Os males do cigarro pioram a oxigenação do tecido e, por conseqüência,
 agravam problemas como inflamação e ardência. Moderar as bebidas alcoólicas é outro
grande favor que você faz para sua pele.

6- Proteção solar: O sol provoca 80% das rugas. Por isso, não adianta torcer o nariz,
você tem que usar filtro solar mesmo fora das praias. O conselho vale também para os
ambientes fechados dos escritórios, porque muitas lâmpadas emitem raios ultravioleta.

7- Limpeza: A higienização da pele do rosto deve ser diária, lave-a com sabonete neutro
e água fria. A água quente resseca, pois retira a gordura protetora da pele. Depois,
aplique uma loção tônica para equilibrar o pH. Nas peles oleosas e com acnes, o ideal
é usar um adstringente.

8- Hidratação por fora: Não vá escolhendo o hidratante sem antes identificar o seu tipo
de pele. Para isso, o melhor é ouvir um médico ou esteticista. Para quem tem peles oleosa
s, é proibido passar cremes. Deve-se optar por uma emulsão gel. À noite, reforce a
hidratação com um nutritivo, produto que contém mais ativos.

9- Corpo: Hidrate todos os dias, com especial atenção para colo, cotovelos, joelhos,
mãos e pés. Uma vez por mês, faça gomagem para remover as células mortas em uma clínica
ou em casa, no próprio banho, usando um esfoliante com microesferas.

10- Revisão geral: Todo mês, procure um profissional para uma limpeza de pele que vai
extrair cravos e espinhas que assombram seu rosto e aplicar máscaras calmantes. Se você
não está podendo gastar muito uma boa dica é colocar no rosto gaze com chá gelado de
camomila.



A atividade física e o controle do peso by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:35 pm
Filed under: Peso | Tags: ,

Atividade física regular pode lhe ajudar a atingir e manter um peso saudável.
Ser fisicamente ativo também pode fazê-lo ter mais energia, melhorar seu humor e
reduzir o risco de desenvolver doenças crônicas.
Atividade física o ajuda a controlar seu peso ao utilizar as calorias em excesso que de
outra forma seriam armazenadas como gordura. A maioria dos alimentos que você ingere
contém calorias, e tudo que você faz utiliza calorias, incluindo dormir, respirar e digerir
a comida. Equilibrar as calorias que você ingere com as que usa através da atividade física
o ajudará a atingir e manter um peso saudável.
Tornando-se Fisicamente Ativo
Especialistas recomendam pelo menos 30 minutos de atividade física de intensidade moderada
na maioria ou mesmo todos os dias da semana. Para atingir e manter um peso saudável,
particularmente depois que tiver perdido uma grande quantidade de peso, poderá ser necessário
realizar 60 minutos ou mais de atividade física de intensidade moderada todos os dias.
Atividades físicas podem incluir exercícios estruturados como caminhar, correr, praticar
basquetebol ou outros esportes. Você também pode incluir atividades cotidianas como afazeres
domésticos, trabalhos no jardim ou caminhar com o cachorro. Escolha uma combinação de atividades
estruturadas e cotidianas que encaixem no seu horário.
Se você tem estado inativo por um bom tempo, comece devagar e exercite-se por até 30 minutos por
dia num ritmo que seja confortável. Caso não seja capaz de fazer exercícios por 30 minutos de
uma vez, acumule atividades físicas durante o curso do dia em sessões de 10-15 minutos.
Benefícios para a Saúde da atividade Física
Atividade física regular o auxilia a controlar seu peso e pode ajudar a:
• Reduzir seu risco ou controlar doenças crônicas como diabetes tipo 2, pressão alta e
colesterol, doenças cardíacas, osteoporose, artrite e alguns tipos de câncer;
• Construir músculos articulações e ossos saudáveis;
• Melhorar o equilíbrio e flexibilidade;
• Prevenir a depressão; e
• Melhorar o humor e sensação de bem-estar.
Atividade Física Aeróbica
Você pode atingir seu objetivo com pelo menos 30 minutos de atividade física de
intensidade moderada fazendo atividades físicas aeróbicas. Exercícios aeróbicos incluem
qualquer atividade que o faz respirar mais rápido do que quando está descansando e eleva a sua
freqüência cardíaca.
Especialistas recomendam exercícios de intensidade moderada. Nesse ritmo, você pode
respirar mais forte e achará mais difícil falar, mas ainda deve ser capaz de manter uma
conversa. Se você está começando, vá devagar no exercício para ficar num ritmo de
intensidade moderada.
Comece!
Para adicionar mais atividade física na sua vida diária tente:
• Dar uma caminhada em ritmo rápido ao redor do quarteirão com familiares, amigos
ou colegas de trabalho.
• Limpar as folhas do chão.
• Subir escadas no lugar de pegar o elevador quando for seguro fazer isso.
• Cortar a grama.
• Dar uma parada nas atividades em casa ou no trabalho, levantar-se e alongar-se
ou dar uma caminhada.
• Estacionar seu carro distante das entradas das lojas, cinema ou de casa, e
caminhar a distância extra quando for seguro fazer isso.
Exercício para a Mente e Corpo
Adicionalmente à atividade aeróbica e treinamento de força, você pode querer incluir
outras formas de exercícios no seu programa de atividade física. Alternativas aos
exercícios tradicionais provêm variedade e diversão. Eles também podem ajudar a reduzir
o estresse, aumentar a força, a flexibilidade muscular e elevar os níveis de energia.
Exemplos desses exercícios incluem ioga, pilates e tai chi.
Mantenha-se em Movimento!
Mova-se no seu próprio ritmo e aproveite algumas dessas atividades:
• Caminhada rápida
• Andar de bicicleta
• Natação
• Aulas de exercícios aeróbicos (step, kick boxing, aeróbica)
• Dançar
• Praticar esportes (futebol, basquetebol)
Dicas para um Programa de Atividade Física Seguro e Bem Sucedido
• Verifique seu estado de saúde com um profissional médico. Caso tenha problema de
saúde crônico como obesidade, diabetes, enfermidade cardíaca ou pressão alta, pergunte
ao seu médico que tipo de atividade física e qual a quantidade apropriada para você.
• Comece devagar. Incorpore mais atividade física no seu dia-a-dia e gradualmente
atinja o objetivo de 30 minutos para melhorar sua saúde e controlar seu peso.
• Estabeleça metas. Tenha objetivos a curto e longo prazos e comemore cada sucesso.
• Trace o progresso. Mantenha um registro para traçar seu progresso. Anote quando
você se exercitou, que atividade física realizou, qual a duração e como sentiu-se com o
exercício.
• Pense em variedade. Escolha uma variedade de atividades físicas para ajudá-lo a
alcançar seus objetivos, prevenir o tédio e manter sua mente e corpo desafiados.
• Esteja confortável. Use roupas e calçados confortáveis e apropriados à atividade
física que estiver fazendo.
• Escute o seu corpo. Interrompa a atividade física e consulte um médico caso
sinta incômodo ou dor no peito, tontura, dor de cabeça forte ou outros sintomas anormais
quando estiver exercitando-se. Se a dor não for embora, procure ajuda médica imediatamente.
Caso esteja sentindo-se fatigado ou doente, tire uns dias de descanso. Você pode retornar
ao seu programa de atividade física quando estiver sentindo-se melhor.
• Coma alimentos nutritivos. Escolha uma variedade de alimentos nutritivos todos
os dias. Lembre-se que sua saúde e peso dependem tanto do seu plano de dieta como do
nível de atividade física.
• Tenha apoio. Encoraje sua família e amigos a apoiá-lo e acompanhá-lo em sua
atividade física. Forme grupos de caminhada com colegas de trabalho, brinque com suas
crianças ao ar livre ou tenha aulas de dança com os amigos.
Atividade física regular o ajudará a sentir-se melhor e ter movimentação e aparência
melhorada. Seja o seu objetivo atingir e manter um peso saudável ou melhorar sua saúde,
ficar fisicamente ativo é um passo na direção certa. Aproveite os benefícios para a
saúde da atividade física e a faça parte integrante da sua vida.



Comer aveia reduz o colesterol? by Ariana Dêgelo
agosto 5, 2008, 7:33 pm
Filed under: Alimentação | Tags: , ,

Quando alguém procura ajuda para compor uma dieta balanceada, torna-se inevitável a indicação do consumo de cereais. Entre tantos, um que merece grande destaque é a aveia, um alimento de alta qualidade nutricional, rico em fibras solúveis e, que, por esse motivo, auxilia no bom funcionamento do intestino.
Mas quem pensa que essa é a única função desse cereal está muito enganado.
Um estudo recente mostra que uma alimentação suplementada com aveia garante
uma diminuição no nível de colesterol e, por consequência, protege contra
doenças cardiovasculares.
Esse efeito benéfico do cereal acontece porque a aveia atrapalha fisicamente
a absorção de diferentes tipos de gordura no intestino e, por isso, impede sua transformação em colesterol.
O consumo de cerca de 75g de aveia por dia para o bom funcionamento do organismo.
A aveia pode ser consumida em flocos, farelos, mingau ou associado com outro
alimento, com exceção de frituras.
O efeito benéfico com relação à redução de colesterol varia de pessoa para pessoa.
Mas, 70% daqueles que ingerem aveia têm mais chances de conseguir tal diminuição.
Este cereal não resolve por completo o problema do colesterol alto. A aveia é apenas um coadjuvante que auxilia nessa diminuição de colesterol. Aliar uma boa nutrição, exercícios físicos, controle de stress com abandono de vícios nocivos é essencial para o controle do problema.
Confira agora uma dica de alimentação incluindo o cereal: banana no forno com canela em pó, mel e aveia em flocos. Nesse prato, a aveia ajuda a liberar lentamente o açúcar da fruta e do mel. Assim garante disposição para você fazer as suas atividades por um bom tempo.

Fonte: 3Fitness.com



Fique de olho no seu colesterol by Ariana Dêgelo
agosto 5, 2008, 7:31 pm
Filed under: Alimentação | Tags: ,

Níveis elevados de colesterol estão associados com aterosclerose e doenças coronarianas.
As recomendações dietéticas habituais são para uma ingestão diária de colesterol inferior a 300 mg, quantidade que representa cerca de 50% da quantidade ingerida pelos norte-americanos.
O colesterol, popularmente chamado de gordura do sangue, é uma substância gordurosa, esbranquiçada e sem odor. Não existe nos vegetais, apenas no organismo dos animais. Em pequenas quantidades, é necessário para algumas funções do organismo; em excesso, causa problemas.
Encontrado em todas as células do organismo, é utilizado para a produção de muitas substâncias importantes, incluindo alguns hormônios e ácidos biliares.
O aumento do colesterol.
Muitos fatores podem contribuir para o aumento do colesterol, como tendências genéticas ou hereditárias, obesidade e atividade física reduzida, porém, um dos fatores mais comuns é a dieta.
A dieta rica em colesterol inclui grandes quantidades de alimentos de origem animal: óleos, leite não-desnatado e ovos. As gorduras, sobretudo as saturadas, contribuem para o problema do colesterol elevado.
A gordura saturada é um tipo de gordura que, quando ingerida, aumenta a quantidade de colesterol no organismo. Está presente principalmente em alimentos de origem animal. A carne vermelha, mesmo quando aparentemente “magra”, possui moléculas de colesterol entre suas fibras e deve ser evitada.
As margarinas light ou diet devem ser as escolhidas em substituição à manteiga.
As gorduras insaturadas estão presentes principalmente em alimentos de origem vegetal. Elas são essenciais ao organismo, mas o corpo humano não tem condição de produzi-las, sendo utilizado o processo alimentar. A substituição de gorduras saturadas por insaturadas na dieta pode auxiliar a reduzir o colesterol no sangue. Por isso, quando quiser deixar o pão mais saboroso, prefira a margarina
light ou diet à manteiga.
O bom e o mau colesterol
Podemos dizer que existem vários tipos de colesterol circulando no sangue. O total da soma de todos eles chama-se “Colesterol Total”. Como já vimos, colesterol é uma espécie de “gordura do sangue”, e como gorduras não se misturam com líquidos, o colesterol é insolúvel no sangue. Por isso, o colesterol precisa da “carona” de certas proteínas para cumprir as suas funções. A associação dá origem às chamadas lipoproteínas, essas sim, são aptas a viajar por todo o organismo via corrente sangüínea. As lipoproteínas – ou apenas colesterol – assume algumas formas, sendo divididas em “bom colesterol” (HDL – high density, ou alta densidade) e “mau colesterol” (LDL – low density ou baixa densidade). Pesquisas provaram que o bom colesterol (HDL), retira o colesterol das células e facilita sua eliminação do organismo. Por isso é benéfico ao organismo. Já o mau colesterol (LDL), faz o inverso: ajuda o colesterol a entrar nas células, fazendo com que o excesso seja acumulado nas artérias sob a forma de placas de gordura. Justamente por isso traz diversos malefícios.
Os níveis de colesterol De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, os níveis ideais de colesterol no sangue devem ser:
• Colesterol Total – abaixo de 200mg/dL de sangue;
• Bom Colesterol (HDL) – acima de 35mg/dL de sangue;
• Mau Colesterol (LDL)-abaixo de 130mg/dL de sangue.
O que fazer para diminuir o nível do mau colesterol
Além de uma alimentação equilibrada, há outras maneiras de evitar o aumento do colesterol e até mesmo diminuí-lo:
• Fazer exercícios físicos – a atividade física pode ajudá-lo a emagrecer e a diminuir suas tensões. Controlando o peso, fazendo exercício ou praticando esporte, você se sente melhor e diminui o risco de infarto;
• Não fumar – o cigarro é um fator de risco para doença coronária. Aliado ao colesterol, multiplica os riscos;
• Evitar o estresse – uma vida com menos estresse também, diminui o risco de infarto. Procure transformar suas atividades diárias em algo que lhe dê satisfação;
• Fazer uma dieta com baixos níveis de gordura e colesterol – seja rigoroso no controle da alimentação.

Lembre-se de que todos os alimentos de origem animal têm colesterol. Portanto, dê preferência a alimentos de origem vegetal: frutas, verduras, legumes e grãos.
Alimentos que ajudam a diminuir e a aumentar o colesterol.
Há alimentos que ajudam a reduzir as taxas de colesterol no sangue, assim como também existem os que devem ser evitados. Para isso, preste atenção nas duas listas abaixo:
Alimentos ricos em colesterol
• Bacon
• Chantilly
• Ovas de peixes
• Biscoitos amanteigados
• Doces cremosos
• Peles de aves
• Camarão
• Queijos amarelos
• Carnes vermelhas “gordas”
• Gema de ovos
• Sorvetes cremosos
• Creme de leite
• Lagosta
• Vísceras
Alimentos que ajudam a reduzir o colesterol
• Aipo
• Couve-de-bruxelas
• Bagaço da laranja
• Ameixa preta
• Ameixa preta
• Couve-flor
• Mamão
• Amora
• Damasco
• Mandioca
• Azeite de oliva
• Ervilha
• Pão integral
• Aveia
• Farelo de aveia
• Pêra
• Cenoura
• Farelo de trigo
• Pêssego
• Cereais integrais
• Feijão
• Quiabo
• Cevada
• Figo
• Vegetais folhosos

Pronto, você já sabe o que é o colesterol e como evitá-lo. Na próxima vez que for fazer suas compras, opte por alimentos que ajudem a diminuir o colesterol e pense duas vezes antes de faltar à academia. Seu corpo agradece duplamente!
Carboidratos nossa fonte de energia Ter os músculos definidos é o sonho de muita gente. O problema é que, com medo de engordar, deixam de lado um nutriente que, além de ajudar na definição dos músculos, os carboidratos são uma verdadeira fonte de energia para o nosso organismo.
O que são carboidratos Os carboidratos – também conhecidos como glicídios ou hidratos de carbono – têm como principal função a de servir como combustível energético para o corpo. “Átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio  combinam-se para formar um carboidrato ou uma molécula de açúcar”, explica a nutricionista Marlise Stefani.
Os tipos Para quem não sabe, a unidade básica dos carboidratos é a molécula de açúcar e podem ser divididos em três tipos:
• Monossacarídeos – açúcares tipo glicose (encontrado no sangue), frutose (encontrado nas frutas e no mel)
e galactose (encontrado nas glândulas mamárias);
• Dissacarídeos ou Oligossacarídeos – açúcares duplos: sacarose (dissacarídeo dietético mais comum,
também encontrado na beterraba, na cana-de-açúcar, no sorgo, no xarope de bordo e no mel), lactose (açúcar do leite),
maltose (encontrado em cervejas, cereais e sementes em processo de germinação);
• Polissacarídeos – contêm três ou mais açúcares simples: polissacarídeos vegetais ou apenas amido (encontrado em sementes, milho e nos vários grãos com que são feitos o pão, os cereais, as massas…)
Os grupos
Os carboidratos podem ser divididos em dois grupos: carboidratos simples e complexos:
• Carboidratos Simples – são mais facilmente quebrados no processo digestivo e assim, fornecem energia imediata. São encontrados em frutas e sucos, mas dificultam a perda de peso, pois, como são digeridos rapidamente pelo organismo, eles fazem com que os níveis de açúcar no sangue aumentem rapidamente, ocorrendo assim, a liberação da insulina que consegue colocar os carboidratos para dentro das células de gordura e músculos.
Essa liberação de insulina previne que o corpo utilize a gordura armazenada por causa do excesso de açúcar presente no sangue, dificultando a perda de gordura.
• Carboidratos Complexos – são mais lentamente digeridos, evitando assim, as grandes elevações e queda dos níveis glicêmicos. São eles: arroz, aveia, feijão, massas, batata, milho, pão… Mas tome cuidado para não exagerar!!! O consumo de carboidratos complexos não pode ultrapassar de 60% das calorias totais ingeridas, ou o feitiço acaba virando contra o feiticeiro!

Funções dos carboidratos
Os carboidratos não têm como única função a de fornecer energia para o corpo. Esta é a principal, mas existem outras:
• Poupar a queima de proteínas com finalidade energética;
• Auxiliar a oxidação mais eficiente e completa de gorduras com finalidade energética;
• A glicose é o principal combustível para o cérebro. A falta deste nutriente pode causar danos irreversíveis ao cérebro, pois é ela que irá manter a integridade funcional dos tecidos nervosos.
• Auxiliar na absorção do cálcio;
• A lactose (dissacarídeo) permanece mais tempo nos intestinos, estimulando a ação laxativa.
Por isso, nem pense em reduzir a zero os carboidratos da dieta, pois o organismo passa a usar as proteínas para produção de energia, principalmente às custas da massa muscular, isto é, o atleta ou desportista que se exercita mal alimentado está comprometendo sua musculatura. A ingestão adequada de carboidrato previne o uso da proteína tecidual.

Dra. Marlise Stefani



Alimentos funcionais by Ariana Dêgelo
agosto 5, 2008, 7:23 pm
Filed under: Alimentação | Tags: , ,

Os alimentos funcionais são aqueles que contêm substancias chamadas de fito químicos, potencialmente ativas e que contribuem para uma excelente saúde.

Conheça os principais alimentos funcionais:

Soja
Possui fitoestrogenos como as isoflavonas (principalmente genisteína e dadzeína), que reduz o mau colesterol (HDL) e as triglicérides, e aumenta o LDL. Além de prevenir contra vários tipos de câncer, como os de mama, colo do útero, estômago, reto e próstata e controlar os sintomas da menopausa. O molho de soja e o óleo de soja não contêm isoflavonas.

Alho
Possui vários fito químico como alicina, compostos sulfurados e outros. Tem ação
antiinflamatória e ajuda no controle de colesterol, além de possuir atividades Anti virais, anti parasitárias, anti bacterianas e anti fúngicas. Muitos estudos também têm demonstrado a ação hipo tensora, antiplaquetária e hipoglicemiante do alho. Os compostos ativos do alho são sensíveis ao calor.

Cebola
Além dos compostos que tem no alho, a cebola possui uma substância chamada glucoquinina, uma espécie de insulina natural, ajudando no controle da diabete.

Tomate
É rico em licopeno, um antioxidante com propriedades anti cancerígenas, e também em carotenóide, responsável pela cor vermelha. Assim como o tomate, a goiaba vermelha, a melancia, também possui licopeno. Cozido, o tomate tem potencia ainda maior.

Brócolos, repolho, couve, couve-flor, couve de Bruxelas e nabo.
Alimentos que pertencem à família das crucíferas, que além de terem altos valores nutricionais, têm propriedades funcionais anti cancerígenas devido à presença dos fito químicos glicosinolatos.

Peixes
Possuem o ácido graxo ômega-3, que atuam na prevenção e controlo do bloqueio de artérias, evitando tanto a trombose coronária quanto a cerebral.

Chá verde
Além de ser rico em vitamina k, ele possui compostos poli fenólicos antioxidantes, como catequinas e flavóides, que ajudam na redução do câncer de estômago e do câncer em geral.

Uva e Vinho
Possuem um composto fenólico chamado resveratrol. Esta substância é produzida pelas videiras para proteger as uvas contra infecção por fungos, sendo que a maior quantidade de resveratrol é encontrada nas uvas vermelho-roxas escuras, consequentemente nos vinhos tintos. Há ainda substâncias como a luteonina
e a quercitina, que também têm grande ação antioxidante e protegem o coração.

Alcachofra e chicória
Possuem uma substância chamada inulina, que tem a ação de favorecer o crescimento das boas bactérias no intestino, principalmente as bifidobactérias e lactobacilos, sendo, portanto chamada de probiótico.

Leguminosas
Possuem baixo teor de gordura e são excelentes fontes de proteínas, fibras, vitaminas, minerais e fito químicos como sapo nina, isoflavonas e fruto oligossacarídeos, com propriedades funcionais de antioxidantes
e anticancerígenos.
Fonte: 3fitness.com