Fique10


Depilação para todas as mulheres – Para eliminar os pêlos indesejados, laser é a opção mais moderna e duradoura by editorfique10
junho 29, 2010, 10:05 am
Filed under: Dicas importantes | Tags: , ,

Não adianta discutir: como dizia o poeta Vinicius Moraes, a mulher deve ter “a pele fresca nas mãos, nos braços, no dorso e na face”.  Os pêlos são incômodos e a depilação é necessária. Em um país tropical, nada melhor do que ter as axilas, a virilha, as pernas e os braços sempre lisinhos.

A depilação, método utilizado para eliminar os pêlos, é utilizada há tempos, porém com o passar dos anos o processo evoluiu e hoje em dia existem várias maneiras de remover os pelinhos mais resistentes e obter um resultado satisfatório.

A famosa depilação com cera quente é a mais antiga. Acredite se quiser: até Cleópatra livrava-se dos pêlos com faixas de tecidos finos embebidos ao material. Como tudo o que é bom perdura, atualmente esse tipo de depilação é o mais utilizado. Porém, o senso comum diz muita coisa a respeito do assunto, mas nem todas são verdadeiras. “A conhecida história de que cera quente dá vasinhos, por exemplo, não passa de um mito, pois quando aplicada ela tem ação superficial não chegando nem perto das veias, que estão localizadas abaixo da derme”, afirma o dermatologista Agnaldo Augusto Mirandez, diretor da clínica Perfetta, em São Paulo, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e membro da Academia Internacional de Dermatologia Cosmética.

Aquele papo de que a cera quente dá flacidez também é mentira, até porque o estímulo de puxar e o calor não atingem as fibras de colágeno nem a elastina. Já o que é dito sobre o aparecimento de manchas ou do escurecimento da pele devido ao uso da cera quente, procede, porque o produto depilatório tira a camada de proteção da pele, deixando-a mais exposta e vulnerável, de forma que quando exposta ao Sol pode dar origem a esse tipo de problema. “As mulheres mais sensíveis podem optar pela cera quente, pois ela atua como relaxante sobre a pele ao dilatar os poros, facilitando a retirada dos pêlos e conseqüentemente, diminuindo a dor”, diz Mirandez.

No entanto, a cera quente é uma faca de dois gumes, afinal ela retira melhor os pêlos, deixando-os cada vez mais fracos, mas quando nascem novamente encontram uma pele desidratada, seca e áspera, tendo problemas para rompê-la e, com isso, podem encravar. Quem acha que reutilizar cera depilatória não tem problema, pois acredita que o processo de fervura mata bactérias, engana-se! Algumas bactérias resistem a altas temperaturas ou até proliferam, por isso, sempre que fizer esse tipo de depilação só use cera descartável para evitar qualquer contaminação.

Para quem vive desconfiada em relação ao aproveitamento do material depilatório e para quem é muito sensível às altas temperaturas, a cera fria é a mais recomendada.  A técnica é prática e o resultado é perfeito, apesar da dor causada pela falta da fonte de calor usada para dilatar os poros e “anestesiar” a pele. Além de tudo ela é muito higiênica, pois a cera é colocada em um papel e colada na área que pretende ser depilada, de maneira que não dá para usá-la novamente.

Se as atribuições cotidianas não permitem que você vá ao salão quando precisa usar aquele vestido ou a tão desejada mini-saia, a depilação feita com lâmina é a solução. Rápida, prática e barata, pode ser feita em casa, porém, não espere um resultado duradouro, afinal a lâmina não arranca os pêlos pelas raízes, ela apenas apara-os. Outra desvantagem é que o corte é feito rente à pele, fato que pode dar origem a vermelhidão ou irritações. Para evitar ou amenizar essas complicações, as lâminas devem estar sempre novas e limpas, assim como os pêlos devem ser amolecidos com água morna e cremes específicos.

Outra solução “vapt–vupt” é o creme depilatório, ele age superficialmente e dissolve os pêlos. Porém, a rapidez da aplicação é proporcional à duração desse tipo de depilação, assim, os pêlos voltam a incomodar rapidamente. Também não se pode esquecer de fazer um teste em uma pequena região da pele, para verificar se o produto não causa nenhuma alergia.

Quem sofre com cera quente ou fria, não suporta o efeito da lâmina ou fica com a pele irritada devido aos cremes depilatórios, deve aderir ao laser. A técnica é a mais moderna, pois elimina cerca de 30% dos pêlos a cada sessão e é capaz de bloquear o crescimento de até 80% deles ao final do tratamento. Todavia, a depilação a laser não é definitiva, mas é a que confere os melhores e mais duradouros resultados que chegam a permanecer por até 2 anos. O procedimento consiste em três a seis sessões a cada 30 dias, sendo importante que antes e no decorrer do tratamento o paciente não tome Sol e mantenha a pele hidratada, por esse motivo o inverno é uma boa época para o tratamento. O investimento varia de R$150,00 a R$ 1000,00 por sessão, de acordo com a região a ser depilada. É preciso escolher a dedo a clínica que irá realizar esse tipo de técnica, porque quando mal feita, pode queimar a pele. “Na Perfetta, uutilizamos o aparelho Harmony XL módulo SHR, equipamento com tecnologia in motion que permite tratamentos rápidos e confortáveis. Para as pessoas que não respondem ao tratamento a laser fazemos a eletrólise, na qual os folículos são destruídos com descargas elétricas emitidas por uma finíssima agulha, que é posicionada em seu interior”, finaliza o especialista.

Independente da escolha que você fizer, alguns cuidados são necessários quando o assunto é depilação:

– se o procedimento for realizado em algum salão de beleza, a depiladora deve estar sempre com luvas e máscara;

– a pele deve estar limpa, sem que haja resto de cremes, hidratantes, óleo ou sujeira;

– a temperatura da cera precisa ser controlada para não queimar a pele;

– a cera deve ser sempre descartável, portanto jamais use esterilizada ou aquela que passou por uma peneira;

– os produtos usados devem ser escolhidos de acordo com a sua pele;

– os pêlos devem ser puxados em paralelo à pele (e não pra cima);

– três dias antes e três dias depois de depilar a pele, faça esfoliações para evitar pêlos encravados (foliculite);

– para ajudar na cicatrização e regeneração da pele, use as loções pós-depilação.

Anúncios


19 DE MAIO – DIA MUNDIAL DAS HEPATITES by editorfique10
maio 19, 2010, 3:37 pm
Filed under: Dicas importantes | Tags: ,

Mais conhecida como Amarelão, a hepatite é atualmente uma das doenças de maior incidência no mundo. Por isso, dia 19 de maio é o dia da luta contra este problema. “Essa doença consiste na inflamação do fígado, de maneira que compromete suas funções e provoca algumas anormalidades”, afirma Paulo Abrão Ferreira, coordenador do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Bandeirantes, do Grupo Saúde Bandeirantes, em São Paulo, e do ambulatório de infectologia da UNIFESP.

Entre as anormalidades, destaque para a icterícia, que é o acúmulo de bilirrubina – pigmento esverdeado usado pelo fígado para produzir bile e ajudar na digestão de gorduras e funcionamento do intestino –, o qual faz com que a pele e as mucosas fiquem amareladas. Assim, quando a pessoa está com hepatite ocorre uma dificuldade de metabolização e eliminação da bile para o intestino. Outra consequência da doença é a dificuldade na eliminação de substâncias tóxicas e na fabricação de proteínas. Além disso, a hepatite, ao longo dos anos, pode dar origem à cirrose, estágio final da inflamação no fígado que destrói as células, forma fibrose (tecido de cicatrização que não tem a função das células saudáveis), nódulos (outra tentativa frustrada do organismo para realizar as funções das células sadias) e impede que o sangue circule livremente pelo fígado.

Mas, afinal, como se adquire a hepatite? São vários fatores que podem causar a doença, o que faz com que o tratamento e as consequências variem de acordo com cada caso. “A hepatite pode ser auto-imune, no caso do sistema imunológico classificar seus próprios tecidos como estranhos, atacando-os para destruí-los; também pode ser causada por ingestão exagerada de álcool, medicamentos e drogas, visto que é no fígado que essas substâncias são processadas; ou pode ser viral (adquirida através de vírus)”, diz o infectologista.

As hepatites virais, as mais comuns, são classificadas em A, B e C. A do tipo A, conhecida como hepatite do viajante, é transmitida por via oral devido a ingestão de água e alimentos contaminados, no caso de contato com as fezes humanas, sendo comum quando o saneamento básico é precário. Para evitar a contaminação existe vacina apropriada. Quando adquirida, os sintomas começam a aparecer após cerca de 30 dias, sendo que os iniciais são mais amenos, como fadiga, o mal-estar, falta de apetite, náuseas, vômitos, febre baixa, desconforto na região do abdome e diarréia. Em 60% dos adultos e em 25% das crianças é comum a icterícia. Não é considerada uma hepatite grave e seu índice de mortalidade é muito baixo. Não há um tratamento específico, de maneira que a melhor forma de evitá-la é através da higiene e da vacinação.

Já a hepatite B é transmitida sexualmente ou via sangue (transfusão e uso de drogas ilícitas), agulhas, materiais cortantes contaminados como na colocação de piercings e no processo de realização de uma tatuagem, em tratamentos dentários, alicates de manicures e até mesmo em sessões de depilação. “A doença pode se tornar crônica em 15% dos casos, sendo que dessa porcentagem cerca de 25% a 40% podem evoluir para a cirrose”, revela Ferreira. Seus sintomas se aproximam da hepatite do tipo A e podem ser manifestados após um período de 90 dias. Como prevenção da doença recomenda-se o uso de preservativo nas relações sexuais assim como materiais cortantes e agulhas esterilizadas ou descartáveis. Também são indicadas as três doses da vacina de hepatite B e reforço a cada 10 anos.

A hepatite C, considerada pela Organização Mundial de Saúde o maior problema de saúde pública, é a responsável pela maioria dos transplantes hepáticos, já que estima-se que 3% da população mundial esteja contaminada, atingindo níveis dez vezes maiores no continente africano. Essa transmissão, que ocorre mais facilmente do que a AIDS, geralmente acontece através de acidentes profissionais, transfusão de sangue e injeção compartilhada de drogas ilícitas de pessoas que têm o sangue ou secreção contaminados pelo vírus HCV.

Diferente dos sintomas das hepatites A e B, a maioria dos casos de hepatite C não apresenta sintomas na fase aguda ou, quando eles se manifestam, são muito leves. “O alerta para a doença se faz necessário, visto que mais de 80% das pessoas contaminadas chegam a desenvolver hepatite crônica e só descobrem o problema através de exames pedidos por outros motivos”, complementa. Todos os indivíduos que já apresentaram fatores de exposição ao vírus devem solicitar ao médico que peça o exame específico para o diagnóstico, pois a doença tem um longo período sem sintomas. Em alguns casos, a doença aflora e é percebida décadas após a contaminação, através das complicações: cirrose em 20% e câncer de fígado em 20% dos casos com cirrose. Por isso, a prevenção é imprescindível e pode ser feita com o uso de materiais cortantes esterilizados ou descartáveis, pois não existe vacina para a hepatite C. “O período de incubação do vírus da hepatite C é de 45 dias. Esta doença tem tratamento com interferon peguilado e ribavirina, com chance de cura completa em cerca de 50% dos casos. Possuem melhores respostas ao tratamento os pacientes com idade inferior a 40 anos, do sexo feminino, mais magros”, finaliza o infectologista.

É fundamental a prevenção, diagnóstico precoce e tratamento especializado das hepatites para evitar complicações futuras.



DOENÇAS GENGIVAIS PREOCUPAM MÉDICOS E DENTISTAS by editorfique10
dezembro 15, 2009, 3:53 pm
Filed under: Dicas importantes | Tags: , ,

Cerca de 3 em cada 4 pessoas sofrem de doenças periodontais

Gengivas avermelhadas, mau hálito, sangramento espontâneo ou durante a escovação dos dentes. Esses são alguns sinais que indicam problemas periodontais e com certeza exigirão de você outros cuidados com sua gengiva. Mais comum do que se imagina, as doenças periodontais atingem 3 em cada 4 pessoas e estão divididas em dois grupos: gengivites e periodontites.

A gengivite é causada pelo acúmulo de placa bacteriana sobre o tecido gengival. Essa placa nada mais é do uma película transparente, que fica acumulada sobre os dentes e ao redor das gengivas. Essas bactérias promovem a decomposição dos restos alimentares e produzem ácidos que “atacam” dentes e gengiva. Caso não seja retirada rapidamente, essa placa bacteriana pode se materializar com o tempo, se transformar em tártaro e promover a destruição das fibras gengivais, comprometendo a estrutura óssea que sustenta os dentes. Quando isso acontece, a pessoa apresenta a segunda doença periodontal: a periodontite.

Bem mais difícil de ser tratada, a periodontite afeta todos os tecidos periodontais e ocasiona uma destruição do osso e do ligamento que sustenta o dente. Como não causa dor, muitas vezes as pessoas só vão se dar conta que estão com a doença quando notam que o dente está “mole”, a ponto de cair. Outros sinais claros da doença são: mau hálito, sensibilidade ao frio, dentes com raízes expostas, dente descolado da gengivas, presença de pus ao redor da gengiva, inflamação extensa, perda óssea e presença de bolsas periodontais. “Os fumantes devem ficar de olhos bem abertos, pois o cigarro é uma das principais causas de periodontite e como a nicotina inibe o sangramento da gengiva, o diagnóstico é mais difícil”, alerta do dentista Sandro Moreno.

Estudos mostram que a periodontite pode ser um dos fatores que ajudam a causar doenças cardíacas, diabetes, doenças respiratórias e osteoporose. Veja abaixo algumas dicas para evitar essas doenças:

  • Escove os dentes pelo menos 2 vezes ao dia;
  • Utilize enxaguatórios bucais. Eles auxiliam no controle e redução da formação de placa bacterianas;
  • Coloque a escova de forma que os filamentos se introduzam no sulco gengival;
  • Escove todas as superfícies, pelo lado de fora (dos lábios) e pelo lado de dentro (da língua). Realize pequenos movimentos de baixo para cima;
  • É também necessário limpar os espaços entre os dentes utilizando fio dental pelo menos uma vez ao dia. Eles removem a placa bacteriana e os alimentos entre os dentes e abaixo das gengivas, onde a escova não alcança.


As 10 dicas para emagrecer do Fantástico by editorfique10
novembro 27, 2009, 6:33 am
Filed under: Dicas importantes | Tags: , ,

No dia 22 de novembro de 2009 o programa dominical da Rede Globo, Fantástico, mostrou 10 dicas para emagrecer. As dicas foram feitas por pesquisadores britânicos.

1 – Pular refeições engorda.Foi feita uma pesquisa com uma pessoa. No primeiro dia ela tomou café da manhã e fez um exame no cerébro para ver como ele reagia a imagens de alimentos. Como a pessoa estava saciada, o cérebro não emitiu nenhuma reação. No segundo dia, a mesma pessoa não tomou café da manhã e ao fazer o exame e ver fotos de alimentos, o cérebro reagiu. Tudo culpa do hormônio grelina que envia mensagens de emergência para você comer toda a comida que puder. Logo, evite pular refeições.

2 – Coma em um prato menor. Se você trocar o prato que você come por um menor, provavelmente você comerá 22% a menos. Foi feito um teste em um cinema no qual foi dado as pessoas que estavam no cinema pacotes grandes e gigantes de pipoca. As pessoas nem conseguiram comer toda a pipoca. Mas as que estavam com o pacote gigante, comeram 45% a mais. O fato é explicado pela dificuldade que as pessoas tem em parar de comer.

3 – Conte as calorias, pois para quase tudo o que você come existe uma versão mais light. Quer comer uma pizza? Peça uma fininha de queijo com tomate, que possui aproximadamente 850 calorias. Se comer uma grossa com calabreza, sobe para 1400 calorias.

4 – Aquela velha frase de todos que não conseguem emagrecer: “Eu tenho o metabolismo lento”, nem sempre é verdade. Fizeram um teste com uma gordinha que dizia comer apenas 1000 calorias por dia e não conseguia emagrecer. Avaliaram o seu índice metabólico e deu normal. Após isso, a sua urina foi colhida diariamente para verificar a quantidade calórica engerida. O resultado foi que a quantidade que ela dizia ter comido não batia com as 3.000 calorias verificadas pelo exame de urina. Pesquisas mostram que as pessoas tendem a esquecer 50% do que comem. Logo, pare de culpar o seu metabolismo e conte direitinho tudo o que você está comendo.

5 – Capriche nas proteínas magras como feijão, peixes e carnes com pouca gordura. Se você comer mais proteína no café da manhã, você irá comer menos no almoço. Fizeram um teste com 3 homens que comeram a mesma quantidade de calorias no café da manhã mas um deles possuía mais carboidrato, outro mais proteína e o terceiro mais gordura. Na hora do almoço, o que tomou o café da manhã com mais proteína foi o que sentiu menos fome. A proteína libera o hormônio da saciedade que é o mais importante para emagrecer.

6 – Tome sopa. Pesquisadores fizeram um teste com duas equipes do exército inglês. Uma equipe almoçou normalmente, a outra comeu a mesma comida, só que batida no liquidificador. Algumas horas depois, a equipe que comeu o frango sólido tinha menos comida no estômago do que a que tomou sopa.  Ambos almoçaram bebendo água. A comida sólida acompanhada de líquido é processada mais rapidamente que a sopa.

7 – Quando a oferta é grande, comemos 30% a mais. Logo, evite restaurantes com muita oferta de alimentos.

8 – Laticínios ajudam a eliminar gordura. Mas esqueça os queijos gordurosos, preferindo o queijo minas e a ricota.

9 – Você pode queimar gordura dormindo, mas isso só vai acontecer se você fizer algum exercício. Um teste foi feito com uma pessoa que caminhou durante 1h 30 minutos e queimou 19g de gordura. No dia seguinte, depois do exercício o organismo, em repouso, eliminou 49g de gordura. Os músculos, na hora dos exercícios, preferem utilizar os carboidratos. Na hora que vamos dormir, o nosso estoque está zerado foraçando o organismo a buscar gordura. Mas isso só se você praticar exercícios regularmente.

10 – Ginástica do instante – Amy, uma locutora de rádio, quando atende o celular fica andando para lá e pra cá.Quando acaba de almoçar, vai tagarelando a pé com um amigo até o trabalho. Quando pega o ônibus ou metrô desce um ponto antes ou um ponto depois e vai até o destino andando. Com essas técnicas ela gasta a mais 240 calorias por dia. Em um ano, você consegue perder 19 kg.



GUIA ENSINA COMO MANTER A COLUNA SAUDÁVEL by editorfique10
novembro 26, 2009, 6:32 am
Filed under: Dicas importantes | Tags: , ,

O quiropraxista Jason Gilbert lança este mês seu primeiro livro, “O Segredo da Coluna Saudável – Siga os passos para uma vida sem dor” (Editora Gaia, 265 páginas, R$ 42) e mostra aos leitores os principais passos a serem seguidos para se ter uma vida sem dor.

Um guia prático que ensina a melhor maneira de usar, entender e cuidar da coluna vertebral, o livro traz relatos de pacientes que encontraram na quiropraxia e em simples mudanças de hábitos soluções para problemas de saúde. Avaliações posturais que mostram como a coluna vertebral é usada por 99,9% das pessoas de forma errada e um questionário que identifica com precisão as principais causas das dores e seus sintomas são pontos fortes da obra, que ainda apresenta uma classificação bastante interessante sobre as três principais categorias das causas da dor: a causa estrutural, a causa química e causa emocional.

Com uma linguagem de fácil entendimento, o australiano Jason Gilbert, que já atendeu em 15 anos de profissão cerca de cem mil pacientes em diferentes países, faz alertas sobre os principais erros posturais cometidos no trabalho, na academia, durante a realização das tarefas domésticas, erros de quem passa horas dirigindo, as piores posições para dormir e muitos outros “puxões de orelha”.  Em um jogo de certo e errado, ilustrações exibem a maneira correta de realizar essas atividades diárias. Até mesmo escovar os dentes e os cabelos, tricotar, carregar uma criança no colo ou amamentar, levantar-se corretamente da cama são ações que merecem muita atenção, pois a forma inadequada de realizá-las poderá comprometer – e muito – o bom funcionamento da coluna vertebral e ocasionar sérios problemas.   

O autor também fala sobre os males provocados pelo estresse excessivo, alimentação inadequada e sedentarismo. É só seguir os passos que o livro ensina. Uma vida saudável – sem dor – te espera!

Informações sobre o autor:

Jason Gilbert nasceu e se formou em Sydney (Austrália). Bacharel em Ciências Médicas e mestre em Quiropraxia, Jason tem clínicas na cidade de São Paulo (na Vila Olímpia, na Av. Paulista e no Tatuapé), no Rio de Janeiro (Barra da Tijuca) e em Lima, no Peru. É representante mundial do Brasil e do Peru nos congressos da Associação Mundial de Quiropraxia.

Serviço:

O Segredo da Coluna Saudável – Siga os passos para uma vida sem dor

Autor: Jason Gilbert – quiropraxista

Editora Gaia, 265 páginas

À venda das melhores livrarias de todo o país e nas clínicas Quiropraxia Jason Gilbert  (www.quiropraxiajasongilbert.com.br)

 

Divulgação: Rojas Comunicação



10 Dicas para diminuir a barriga by editorfique10
novembro 23, 2009, 1:26 pm
Filed under: Dicas importantes | Tags: , , ,

1- Aumente o consumo de fibras e água para um melhor funcionamento do intestino (no mínimo 8 copos por dia). 

2- Pratique atividade física com freqüência associando-se exercícios aeróbicos (para ativar a circulação e gastar calorias) a exercícios localizados (para enrijecer a região abdominal).

3- Fracione bem a dieta – O sistema digestivo não consegue processar um grande volume de alimento ingerido de uma só vez. O ideal é fazer refeições pouco volumosas e de baixo valor calórico até 6 vezes ao dia. 

4- Mastigue devagar – A pessoa que come rápido pode acaba engolindo ar junto com a comida o que além de prejudicar a digestão, o cérebro não registra o sinal de saciedade com tanta rapidez e, assim, você acaba comendo mais.

5- Evite alimentos formadores de gases – refrigerantes, feijão, frituras, pão, queijo e enlatados, carne vermelha, embutidos como lingüiça, presunto, salame e salsicha. 

6- Evite alimentos gordurosos – a gordura possui uma digestão mais lenta e com isso os alimentos gordurosos acabam permanecendo mais tempo no trato gastrintestinal favorecendo aumento de seu volume.

7- Aumente o consumo de alimentos diuréticos – erva doce, salsão, coentro, berinjela, alho, limão, noz-moscada, cebola, salsa, hortelã; abacaxi, melancia, maracujá e chá (de salsa, gengibre, canela).

8- Atenção ao leite – Se estiver com gases, experimente tirar o leite do cardápio. Muitas pessoas têm intolerância à lactose. 

9- Evite frutas secas como uva passa, damasco, banana e principalmente ameixa seca, pois possuem sorbitol em sua composição que fermenta no organismo provocando gases.
10- Evite líquidos durante as refeições, pois dilatam as paredes do estômago empurrando a barriga.

Todos devem manter uma alimentação saudável, evitando gorduras, frituras, doces e refrigerantes, que provocam barriga. Deve-se evitar pratos muito gordurosos, dando preferência às carnes magras, legumes, verduras e frutas.

Pessoas magras também não estão livres de apresentar uma barriguinha, estas devem-se em primeiro lugar pensar em uma alimentação equilibrada para perder peso e conseqüentemente a gordura localizada. 



IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA NA TERCEIRA IDADE by editorfique10
abril 15, 2009, 9:14 am
Filed under: Dicas importantes | Tags: , , , ,

Pesquisas mostram que a expectativa de vida está aumentando. Até 2020, nosso país deverá ter a sexta maior população de idosos do mundo. Mas sabemos que conforme os anos vão passando, problemas de saúde podem aparecer. Hábitos alimentares equivocados e a falta de atividades nessa fase acabam causando várias mudanças no corpo. As principais são:

– Aumento na quantidade de gordura no organismo;
– Diminuição da força muscular;
– Osteoporose;
– Enfraquecimento de ligamentos e tendões;
– Diminuição dos reflexos de ação e reação;
– Diminuição da coordenação e habilidade motora;
– Perda de equilíbrio, sujeitando a quedas e conseqüentemente fraturas;
– Aumento da incidência de doenças, como a hipertensão, câncer e diabetes.

Praticar algum tipo de atividade física, juntamente com uma alimentação apropriada, melhora e muito a qualidade de vida dos idosos, pois ajudam a reduzir ou mesmo eliminar alguns desses problemas.

Como voltar a se exercitar:

O começo pode ser difícil, mas não desanime. Faça do exercício um hábito. Inicie devagar, aumentando a intensidade gradualmente. Períodos de 30 minutos já são suficientes e dão resultado. Eles melhoram a movimentação das articulações, a flexibilidade, diminuem a tensão articular, aumentam a força e a resistência dos membros, além de eliminarem o desânimo e o estresse. Os sistemas cardiovascular e respiratório também serão beneficiados.
Tente praticar de duas a três vezes sessões durante o dia, até seu condicionamento melhorar. O que importa é se exercitar. Algumas atividades que você pode escolher são:

– Caminhada;
– Andar de bicicleta;
– Natação e Hidroginástica;
– Dançar;
– Pilates e Ioga.

Exercícios musculares também são fundamentais. Especialistas os apontam como a prática perfeita para as pessoas da terceira idade. Eles combatem a perda de massa muscular e fortalecem os ossos, combatendo a osteoporose. Além disso, a musculação age na prevenção de problemas posturais e de coluna. Ajuda também a estabilizar a pressão arterial, sendo uma das melhores armas contra a hipertensão, o colesterol e a diabetes. Mas o ideal é ter um programa adequado a sua condição física. Procure um especialista. Ele vai te avaliar e indicar os melhores programas e os aparelhos adequados para os exercícios.

Se quiser praticar os exercícios em casa, um dos programas mais fáceis e versáteis é o Elastiness. Produzido pela Cepall, é capaz de oferecer 15 tipos possíveis de exercícios e alongamentos, que podem ser feitos no trabalho, na viagem, no lar, ou quaisquer outros lugares escolhidos. É um aparelho feito com material elástico que fortalece e modela os músculos dos braços, ombros, peito, pernas e glúteos.

Dicas para melhorar e animar se programa de atividade física:

– Verifique seu estado de saúde com um profissional médico. Caso tenha problema de saúde crônico, pergunte qual tipo de atividade física é o mais adequado a você;
– Use roupas e calçados confortáveis e apropriados à atividade física que estiver fazendo;
– Caso sentir algum incômodo, interrompa a atividade física e consulte um médico;
– Coma alimentos nutritivos. Faça um seleção balanceada, com cereais, proteínas, legumes e frutas. Alimente-se a cada três horas e ingira bastante líquidos por dia;
– Não se esqueça do alongamento antes e depois de suas sessões. Isso evita lesões musculares;
– Traga amigos ou parentes para suas práticas. Eles vão te apoiar e fazer com que tudo se torne mais agradável. Ou se preferir, faça atividades em lugares públicos. Assim você conhece pessoas e faz amigos. Isso melhora sua auto-estima, confiança e humor. A dança e a hidroginástica são bons exemplos.

Lembre-se que nunca é tarde para começar. Dificuldades vão existir, mas são iniciais e podem ser superadas pela experiência e sabedoria que você adquiriu ao longo da vida. Os benefícios para o corpo e a mente serão ótimos para que sua aposentadoria seja mais leve e agradável.

Há todo um caminho pela frente e nada melhor que percorrê-lo com disposição, alegria e saúde. Procure um especialista que lhe indique os melhores exercícios, faça uma avaliação física e mãos à obra!

Divulgação: Rojas Comunicação
(11) 3675-4940 / 3873-6261

Conheça também a linha de aparelhos de ginástica da Cepall e o kit para montar usa academia em casa.