Fique10


Ginástica Laboral traz benefícios às empresas e seus funcionários by editorfique10
junho 2, 2009, 4:09 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags: , , , ,

Ginástica Laboral é uma atividade de alongamento muscular orientada, praticada em empresas, sob orientação de um profissional. Sua finalidade é diminuir os reflexos do sedentarismo e, ao mesmo tempo, evitar lesões contraídas durante o expediente, causadas por movimentos repetitivos, posicionamento inadequado ao se sentar, entre outros.

Estudos do Ministério da Saúde apontam os benefícios desta atividade, como aumento da produtividade no trabalho em até 5%, redução de acidentes de trabalho em até 25% e problemas de absenteísmo em até 20%.

Além destes problemas que são superados no horário do expediente, a Ginástica Laboral contribui para a manutenção do bem estar também fora do trabalho. Ela ajuda a manter os músculos sempre alongados, o que evita a fadiga muscular; corrige a má postura, que pode causar lesões na coluna; reduz o estresse e tensão, contribuindo para um melhor relacionamento com as pessoas.

Especialistas recomendam parar as atividades por alguns minutos a cada duas horas de trabalho e alongar grandes grupos musculares, como ombros, pernas e troco, a fim de evitar problemas de postura e má circulação.

Alguns exercícios executados na Ginástica Laboral

Espreguiçar (ombros e cotovelos) – Em pé, levante os dois braços e os mantenham esticados, com as mãos espalmadas para cima e os dedos entrelaçados. Feito isso, faça movimentos circulares com os braços durante 20 segundos.

Circundução da cabeça (coluna cervical) Em pé ou sentado, com a coluna reta, faça movimentos circulares com a cabeça, variando os lados. Faça pelo menos 10 repetições para cada lado.

Rotação tronco (coluna lombar) Em pé, com os braços erguidos à meia altura e com as pernas paradas, faça movimentos com o tronco para a esquerda e para a direita. Faça esse movimento por 20 segundos.

Saci (joelho e tornozelo) – Em pé, leve a mão esquerda para trás do corpo e segure o peito do pé direito, flexionando a perna para trás. Após 20 segundos de duração, mude de posição.

Inversão / Eversão (tornozelo) – Em pé, coloque uma perna à frente e levemente levantada. Faça movimentos giratórios com o tornozelo, para dentro e para fora. Concentre o movimento por 20 segundos.

Conheça também os acessórios fitness da Cepall e o kit para montar sua academia em casa.

Divulgação: Rojas Comunicação

(11) 3675-4940 / 3873-6261

Anúncios


Saiba mais sobre a ginástica laboral by Ariana Dêgelo
dezembro 12, 2008, 1:31 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags: , , , ,

O que é ?

A Ginástica Laboral analisa a importância da reeducação postural, alívio do estresse e método de Ginástica laboral no local de trabalho com finalidade de valorizar a prática das atividades física como instrumento de promoção de saúde e prevenção de lesões como LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). A Ginástica Laboral trata-se de um conjunto de práticas elaboradas a partir da atividade profissional exercida. A técnica procura compensar as estruturas do corpo mais utilizadas durante o trabalho e ativar as que não são requeridas, relaxando e as tonificando.

Histórico

Sobre a Ginástica Laboral a primeira notícia que se encontra é uma pequena brochura editada na POLÔNIA em 1925, onde foi chamada também de Ginástica de Pausa, era destinada a operários e alguns anos depois surgiu na Holanda e Rússia.

No início dos anos 60 surgiu também na Bulgária, Alemanha, Suécia e Bélgica. No Japão na década de 60 ocorreu a consolidação e a obrigatoriedade da G.L.C. – Ginástica Laboral Compensatória.

No Brasil o esforço pioneiro residiu numa proposta de exercícios baseados em análises biomecânicas.

Esta proposta foi estabelecida pela Escola de Educação de FEEVALE no ano de 1973, quando se elaborou o projeto de educação física compensatõria e recreação.

Justificativa

Apesar da inclusão de novos nomes na lista das doenças ocupacionais, divulgada pelo Ministério da Previdência e Ação Social, as principais moléstias responsáveis pelo afastamento precoce de pessoas do mercado de trabalho continuam sendo as LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS (LER) e a perda de audição.

O afastamento do trabalhador acometido por uma doença ocupacional de sua função traz perdas para a empresa e para o trabalhador. Segundo o coordenador de Benefícios por Incapacidade do Ministério da Previdência, Cézar Augusto de Oliveira, mesmo com o afastamento do funcionário, a empresa tem que recolher as contribuições sociais, além de providenciar outra pessoa para ocupar o cargo do afastado. Se o trabalhador resolve processar a empresa, os custos podem ser ainda maiores. Já o trabalhador afastado pode perder vantagens que uma pessoa que está na ativa, como promoções e aumento de salário.

Para evitar problemas como esses, o médico do trabalho Ruddy Facci, do Paraná, recomenda a prevenção. Ginástica, pausas no trabalho e mobiliários ergonômicos são programas que se adotados reduzem em 100% as chances de se contrair uma doença ocupacional.

Diagnóstico

O trabalho excessivo, postura inadequada, repetições constantes do mesmo movimento e condições crítica de materiais, equipamentos e instalações da empresa, desencadeiam grandes tensões no corpo, que originam grandes males que são responsáveis pelo afastamento ou até invalidez permanente do profissional.

Diagnosticados estes fatos como : LER (Lesões por Esforços Repetitivos), nome dado pelos especialistas´à sintomas que acometem tendões, músculos, nervos, ligamentos e outras estruturas responsáveis pelos movimentos dos membros superiores, das costas, região do pescoço, ombros e membros inferiores. atualmente denominada DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), ambas as siglas representam as mesmas patologias que são causa de despesas médico-ocupacionais nas empresas. Do ponto de vista psicológico, na Educação Física (uma atividade repetitiva e igual por muito tempo, como um trabalho industrial). cessa a chegada de estímulos ao cérebro pelo cansaço das vias respiratórias. A conseqüência é a falta de atenção, caminho direto para o acidente de trabalho e a baixa produtividade.

Benefícios

§ Pesquisas revelam que as empresas que promovem a realização de exercícios orientados declaram terem verificado aumento de produtividade, e os trabalhadores garantem que terminam a jornada menos cansados do que antes de ser adotada essa medida;

§ Compensação das estruturas mais utilizadas durante o trabalho e ativar as que não são requeridas, relaxando-as e tonificando-as;

§ Amenizar e acabar com o stress, diminuir a ansiedade e depressão;

§ Diminuir e acabar com o sedentarismo e melhorar a auto-imagem;

§ Relaxar e diminuir a tensão, melhorar a qualidade do sono;

§ Aumentar: a flexibilidade, a força, a coordenação, o ritmo, a agilidade e a resistência;

§ Fortalecer o relacionamento social e trabalho em equipe;

§ Reduzir o afastamento por LER e DORT.

Fonte: Personal Trainning Prof. Kiko



Ginástica Laboral by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:43 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags:

Ginástica é a arte de exercitar o corpo, para desenvolvê-lo e fortificá-lo, possuindo
também a função de produzir saúde física e mental. Laboral significa trabalho, vem de
labor, portanto, Ginástica Laboral é uma atividade física leve, realizada no ambiente
de trabalho.

A Ginástica Laboral visa preparar o corpo e a mente do trabalhador para sua jornada de
trabalho, e compensar a musculatura após um dia cansativo e exigente.

Pode ser definida também como um conjunto de atividades físicas destinada a trabalhadores
, que segue uma metodologia específica e criteriosa de acordo com a atividade realizada
durante o trabalho.

Ela age de forma preventiva e terapêutica nos casos de LER/DORT, sem levar o trabalhador
 ao cansaço, por ser de curta duração e direcionada a exercícios de alongamento e de
compensação muscular das estruturas envolvidas nas tarefas operacionais diárias.

Objetivos

> Prevenção de LER/DORT.
> Integração dos funcionários.
> Sociabilização do ambiente de trabalho.
> Aumento de Produtividade.
> Diminuição e Prevenção de Fatiga.
> Qualificação da Empresa.
> Melhoria de relacionamento inter-pessoal.
> Dimuição de custos com afastamentos e tratamentos.
> Redução do absenteísmo.
> Contribuir com pausas recomendadas pela NR-17.
> Apresentação de relatórios de melhoria.
> Contribuir na Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Aspectos sociais

> Integração Social.
> Estimula o Sentido de Grupo.
> Favorece a Cooperação entre funcionários.
> Melhoria de relacionamento.
> Qualidade de Vida dentro e fora da Empresa.
> Adoção de hábitos saudáveis.
> Melhora de desempenho individual e em grupo.
> Projeção da Empresa.

Aspecto psicológico

> Alteração de hábitos e rotinas.
> Quebra da monotonia.
> Diminuição da distração.
> Aumento de motivação.
> Aumento na velocidade de raciocínio.
> Minimiza o bloqueio ou pausa forçada autônoma.
> Contribui para a Auto-Estima.
> Diminui a Ansiedade.
> Auxilia no combate à Depressão.
> Equilíbrio Emocional.

Fonte: Ergoprev