Fique10


Diet ou light? by Ariana Dêgelo
fevereiro 28, 2009, 9:55 pm
Filed under: Alimentação | Tags: , , ,

Hoje em dia é cada vez mais comum produtos diet ou light nas prateleiras dos supermercados. Uma volta ao supermercado é o suficiente para encontrarmos dezenas de produtos com estas características, desde bebidas, até lacticínios, passando por doces e bolachas. Esta quantidade de produtos nos deixa completamente confusos quando fazemos compras. Que escolha diet? ou light?

A palavra diet, quando presente na embalagem dos alimentos, significa que aquele alimento em questão apresenta exclusão total de um determinado componente, componente este que está presente em alimentos do mesmo tipo. Ou seja, ela pode significar ausência de açúcar, de glúten, de sal, etc… Isto, em termos práticos,
nem sempre representa redução de calorias, como muitos acreditam. Isto porque geralmente estes componentes são substituídos por outros para manter o gosto ou a característica do produto, e este outro pode ser tão ou mais calórico do que o antigo. Por exemplo, em chocolates diet, o açúcar é substituído pelos adoçantes, porém esta substituição altera a sua consistência. Para manter a textura habitual, são acrescentados mais gordura na sua composição, aumentando, portanto, o seu valor calórico, apesar da ausência do açúcar.

A palavra light, que muitas vezes é confundida com a diet, representa um contexto totalmente diferente. Produtos light significam a redução de pelo menos 25% do valor calórico habitual. Esta sim apresenta diminuição real de calorias.

Actualmente existe um aumento da preocupação relacionada a uma alimentação saudável. Para tal muitas pessoas recorrem a alimentos diet ou light. Porém um produto diet ou light não significa necessariamente uma dieta mais saudável. No caso de produtos diet, por exemplo, eles são apenas úteis para pessoas que não podem ingerir um determinado tipo de alimento. Assim sendo, um diabético necessitará de produtos diet com ausência de açúcar, um hipertenso de alimentos com ausência de sal, e uma pessoa com doença celíaca de produtos sem glúten.

Uma pessoa com boa saúde e que queira fazer uma dieta saudável não deve consumir alimentos diet pelo simples fato de não ter algum componente. É preciso analisar todos os componentes existentes e suas proporções para saber se ele é adequado para as suas necessidades.

Em relação aos alimentos light, eles também não devem ser consumidos de forma indiscriminada. O consumo de um produto light só propiciará diminuição de peso se for consumido a mesma quantidade do produto normal. Como fornece menos calorias, muitos acabam por  consumir mais achando que não terão problemas. Com esta atitude, além de sair caro (os produtos light são mais caros que os normais), acabam por causar efeito contrário pois a soma de calorias dos alimentos light consumidos é maior que a dos alimentos normais, levando ao aumento de peso.

Portanto, para ter uma alimentação saudável, o consumo simples e indiscriminado de alimentos diet e light não é a solução. Estes produtos podem ajudar a melhorar a alimentação, porém é sempre importante a avaliação médica e nutricional para definir quais os produtos mais indicados e quais devem ser evitados

Fonte: 3fitness.com



Hidroginástica by Ariana Dêgelo
dezembro 12, 2008, 1:39 pm
Filed under: Treinos de Exercícios | Tags: , , , ,

Vantagens

– Melhora dos níveis de força e desenvolvimento dos principais grupos musculares.

– Aumento da circulação sangüínea e da resistência do sistema cárdio-respiratório.

– Tonifica os músculos, torneando braços, pernas e bumbum.

– Quem faz hidroginástica melhora a flexibilidade das articulações.

Riscos

– Desde que você tenha feito uma consulta médica anterior, não há nenhum tipo de problema.

– Como a hidroginástica é uma atividade praticada com a água no nível do ombro, o peso do corpo diminui 90%. Isso quase que elimina os impactos musculares e das articulações.

– Quanto mais baixo o nível da água, maior será o impacto. Observação: para calcular a sua freqüência cardíaca ideal, os médicos costumam recomendar usar a fórmula: 220 – idade = freqüência cardíaca máxima (100%). Na dúvida, consulte um médico.

Período mínimo para fazer efeito

– Para se perceber os benefícios da hidroginástica é preciso praticá-la, pelo menos, 3 vezes por semana, 45 minutos por dia, durante 3 meses.

– Para um melhor desempenho cardiovascular, a freqüência desejada é entre 70% e 85%. Para queimar gordura e perder peso, a freqüência cardíaca ideal é entre 55% e 70%.

Gasto calórico médio

– De 260 a 400 kcal/hora

Quem deve fazer

– A hidroginástica é uma das únicas atividades indicadas para quem tem pouco ou nenhum condicionamento físico. Apesar disso, pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento podem praticá-la.

– Atletas lesionados fazem hidroginástica porque ela fortalece a musculatura, protegendo as articulações. Pela mesma razão, muitos idosos procuram essa atividade para aumentar a força muscular.

– Indicado também para quem tem problemas de coluna e para gestantes, já que previne dores lombares e cervicais, aumenta a circulação nas pernas, facilitando o parto e sua posterior recuperação.

Dicas do especialista

Sempre encaixar o quadril e manter a postura ereta. Enquanto estiver se exercitando, manter todo o pé apoiado no chão e contrair o abdomem. Além disso, é essencial que se mantenha a respiração contínua, sem bloqueá-la. Aumente a intensidade de acordo com o seu ritmo e evite comer uma hora antes de iniciar o exercício.

Conheça os acessórios para exercícios de natação da Cepall, que podem complementar seu treinamento de musculação com elásticos exensores.



Ginástica localizada by Ariana Dêgelo
dezembro 12, 2008, 1:38 pm
Filed under: Treinos de Exercícios | Tags: , , , , , ,

Vantagens:

– Possibilita fortalecimento muscular sem hipertrofia.

– Treina a coordenação motora.

– Proporciona grande consciência corporal.

Riscos:

– Se praticada sem orientação, pode provocar lesões nos grupos musculares trabalhados, e também problemas de postura e nas articulações.

Período mínimo para fazer efeito

– As melhoras já começam a ser sentidas depois de um mês de ginástica, se o treino for feito pelo menos três vezes por semana.

Gasto calórico médio:

– O gasto calórico em uma aula de ginástica localizada é baixo, ficando em torno de 200kcal/h. Para quem quer perder peso, o ideal é combinar a ginástica localizada com algum exercício aeróbico (como a caminhada ou a bicicleta).

Quem deve fazer:

– O esporte é indicado para pessoas todas as pessoas que desejam fortalecer sua musculatura, e pode ser adaptado, com a devida orientação, para pessoas com problemas de coluna, de joelho, etc.

Precauções:

– Usar roupas leves e que facilitem os movimentos.

– Prestar toda a atenção às posturas corretas.

– Evitar a sobrecarga sobre a musculatura.

Dicas do especialista

Quem quiser começar a ginástica localizada deve fazer uma avalação médica e ter consciência dos limites do seu corpo. Pessoas que nunca praticaram este tipo de ginástica não devem começar sozinhas, e sim com o acompanhamento de um professor de educação física.

Patrícia Bocanera(Professora de Ginástica Localizada da Academia Runner, em São Paulo).

Conheça também a linha de aparelhos de ginástica da Cepall e o kit para montar usa academia em casa.



Gasto calórico dos exercícios by Ariana Dêgelo
dezembro 12, 2008, 12:48 pm
Filed under: Peso | Tags: , ,

Você malha, faz exercícios de todos os tipos mas não tem idéia
de quantas calorias está gastando em seu treino? Agora você
pode fazer as contas.
Sem dúvida, uma das dúvidas mais freqüentes das pessoas sobre
atividade física é o gasto calórico dos exercícios.
Quem quer emagrecer e sabe que para isto é importante gastar
mais calorias do que as consumidas, acaba se preocupando muito
com o gasto calórico dos exercícios e quer saber exatamente
quanto gasta em determinada atividade e quanto consome em
determinada refeição.
Realmente é legal ter esta noção, mas este cálculo depende de
muitos fatores. O gasto calórico dos exercícios varia de
pessoa para pessoa, dependendo do metabolismo de cada um (da
genética e biotipo), do tempo e intensidade do exercício.
Assim, o gasto calórico numa determinada atividade, difere de
uma pessoa de 90 kg e uma pessoa de 50 kg.
Além disso, uma pessoa pode gastar uma quantidade diferente de
calorias numa atividade (ex: caminhada), dependendo da
intensidade com que faz esta caminhada e do tempo de caminhada.
Por isto, o importante é fazer uma dieta balanceada, orientada
por um nutricionista, verificar a parte hormonal através de um
médico endocrinologista e fazer uma avaliação física para
analisar o seu nível de condicionamento físico. Este trabalho
deve ser feito em conjunto, assim, estes profissionais irão
adaptar o programa mais adequado ao cliente.
É essencial fazer a dieta e exercícios regularmente (6x por
semana) para ter um resultado mais rápido e eficiente.



Bicicleta ergométrica by Ariana Dêgelo
fevereiro 28, 2008, 9:51 pm
Filed under: Treinos de Exercícios | Tags: , , , ,

Vantagens:

– Melhora do condicionamento físico, dos sistemas cardíaco, respiratório e vascular.

– Ganho de resistência muscular nas pernas, o que é diferente de ganho de massa muscular.

– Grande perda calórica e de gorduras localizadas.

Riscos:

– Não há risco algum em praticar bicicleta na academia ou em casa. Nem mesmo perigo de cair do aparelho você tem.

– O problema surge quando a pessoa é má orientada, quando o profissional que a acompanha não mostra a maneira correta de sentar na hora de pedalar, por exemplo. Neste caso, a chance de machucar a articulação do joelho ou do tornozelo é bastante grande. Procure orientação adequada.

Período mínimo para fazer efeito

– Recomenda-se que se pratique bicicleta ergométrica três vezes por semana, de 30 a 60 minutos por sessão. Para os iniciantes, 30 minutos é o bastante.

– A freqüência cardíaca recomendada é de 65% a 75%.

Observação: para calcular a sua freqüência cardíaca ideal, os médicos costumam recomendar usar a fórmula: 220 – idade = freqüência cardíaca total (100%). Na dúvida, consulte um médico.

– Para quem seguir essas instruções, a adaptação pode ocorrer em, no máximo, 12 sessões. Portanto, depois de um mês de treino, você já sentirá evolução no condicionamento físico.

Gasto calórico médio

– De 300 a 600 kcal/hora

Observação: A queima de gorduras localizadas depende do sexo, idade, metabolismo e condicionamento físico da pessoa.

Quem deve fazer

– A bicicleta ergométrica é indicada a qualquer pessoa, desde que não tenha problemas no coração ou na articulação do joelho.

Dica do especialista

Procure um treinador capacidado para conseguir um treinamento adeqüado. Nunca se empolgue demais e ultrapasse seus limites. Muitas pessoas entram em processo de overtrainning (excesso de exercícios) e o professor só consegue perceber o problema quando ele já está avançado. Isso pode acarretar em aumento da freqüência cardíaca e fraqueza do sistema imunológico, por exemplo. Use sempre roupas confortáveis e beba água durante o tempo em que estiver pedalando. Mas sem exageros.

Paulo Henrique Ferreira Silva (Supervisor da rede de academias Competition)