Fique10


ATENÇÃO MULHERES: CUIDADO COM O SALTO ALTO E COM A BOLSA by editorfique10
dezembro 4, 2009, 7:33 am
Filed under: saúde | Tags: , , ,

Anabela, Luiz XV, plataforma, fino, agulha… Esses são os saltos altos mais conhecidos e usados pelas mulheres. Sinônimo de elegância, o salto alto pode se tornar um vilão e causar diversos problemas de coluna. Além de desconfortáveis, esses tipos de sapato ocasionam problemas nos pés e na maioria das vezes são responsáveis pelas dores nas costas. Tudo isso porque eles alteram a posição de equilíbrio do corpo, mudando o centro de gravidade. “É como se as mulheres precisassem se equilibrar em cima do sapato. Isso provoca uma sobrecarga na coluna lombar, prejudica as articulações e, como os glúteos ficam mais contraídos, pode provocar dores no nervo ciático e conseqüentemente dores de cabeça”, alerta o quiropraxista Jason Gilbert.

Agora quando o assunto é a bolsa, um acessório indispensável no guarda-roupa feminino, muito cuidado também deve ser tomado.  Evite carregar muitos objetos. Lembre-se: ela é uma bolsa e não uma mochila.  A bolsa deve ser leve para não sobrecarregar o ombro. Nunca carregue a bolsa de um lado só, pois isso provoca uma assimetria séria e o esqueleto, que só funciona quando os dois lados do corpo estão em equilíbrio, pode começar a dar sinais de problemas como dores no nervo ciático, torcicolo, dores lombares, cefaléia, bico de papagaio entre muitas outras doenças.

No Brasil há mais de 10 anos, o quiropraxista Jason Gilbert atende diariamente em suas clínicas dezenas de mulheres que apresentam problemas decorrentes do uso de salto alto ou bolsas pesadas. “As mulheres precisam aliar elegância e conforto”, comenta o especialista.

Quem já apresenta problemas de coluna uma alternativa é a quiropraxia, que dedica-se à prevenção, diagnóstico e tratamento de disfunções do sistema neuro–músculo–esquelético, ou seja, de problemas nas articulações, músculos, tendões, nervos e outras estruturas e de seus efeitos sobre o sistema nervoso e a saúde em geral. Ela resolve problemas sem cirurgia ou medicamentos, através de vários métodos terapêuticos, em especial a manipulação ou ajustamento articular.

A quiropraxia é bastante utilizada para qualquer tipo de dores e tensões musculares, como as lesões por esforços repetitivos (LER), em restrições a movimentos, e ainda evita a osteoartrose, doença comum nas articulações. Após um ajuste bem realizado observa-se a redução da dor, melhora no movimento e redução da tensão muscular.

Testada e aprovada por muitos famosos – entre eles, Mel Gibson, Arnold Schwarzenegger, Richard Gere, Vítor Belfort, Robert Scheidt, Nando Reis e os rapazes da banda Jota Quest –, a quiropraxia ajuda a evitar problemas previsíveis, minimizar a dor, manter a boa função da coluna e do corpo e a economizar dinheiro com futuros problemas de saúde.

Reconhecida pela OMS, a quiropraxia é a terceira maior profissão na área da saúde no mundo. Atualmente há 90 mil quiropraxistas em todo o mundo. Nos EUA e Canadá aproximadamente 1/3 das pessoas que sofrem dores ou problemas da coluna vertebral consultam um quiropraxista, e existem por lá mais de 60 mil profissionais. Para ser um quiropraxista é necessário ser graduado. No Brasil já existem faculdades que oferecem este curso.

Dr. Jason Gilbert nasceu e se formou em Sydney (Austrália). Bacharel em Ciências Médicas e mestre em Quiropraxia, Jason tem clínica na cidade de São Paulo (no bairro da Vila Olímpia, no Tatuapé e na Av. Paulista), em Campinas (SP) e em Lima, no Peru. É representante mundial do Brasil e do Peru nos congressos da Associação Mundial de Quiropraxia.

DICAS DO DR. JASON GILBERT:
– Alterne o ombro que você carrega a bolsa;
– Mantenha a postura perfeita, ou seja, caminhar com a postura ereta e correta vai ajudar a minimizar as dores;
– Torne a carga o mais leve possível;
– Carregue aparelhos eletrônicos como o laptop em uma mochila  para evitar que sobrecarregue um lado só de seu corpo;
– Não carregue a bolsa  no antebraço
– Opte por sapatos confortáveis;
– Leve um par de tênis ou um sapato com salto mais baixo para utilizar quando o uso de salto alto for dispensável. 

 

Serviço:

(11) 3845-4115 – www.quiropraxiajasongilbert.com.br

Divulgação: Rojas Comunicação



Saiba mais sobre a ginástica laboral by Ariana Dêgelo
dezembro 12, 2008, 1:31 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags: , , , ,

O que é ?

A Ginástica Laboral analisa a importância da reeducação postural, alívio do estresse e método de Ginástica laboral no local de trabalho com finalidade de valorizar a prática das atividades física como instrumento de promoção de saúde e prevenção de lesões como LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). A Ginástica Laboral trata-se de um conjunto de práticas elaboradas a partir da atividade profissional exercida. A técnica procura compensar as estruturas do corpo mais utilizadas durante o trabalho e ativar as que não são requeridas, relaxando e as tonificando.

Histórico

Sobre a Ginástica Laboral a primeira notícia que se encontra é uma pequena brochura editada na POLÔNIA em 1925, onde foi chamada também de Ginástica de Pausa, era destinada a operários e alguns anos depois surgiu na Holanda e Rússia.

No início dos anos 60 surgiu também na Bulgária, Alemanha, Suécia e Bélgica. No Japão na década de 60 ocorreu a consolidação e a obrigatoriedade da G.L.C. – Ginástica Laboral Compensatória.

No Brasil o esforço pioneiro residiu numa proposta de exercícios baseados em análises biomecânicas.

Esta proposta foi estabelecida pela Escola de Educação de FEEVALE no ano de 1973, quando se elaborou o projeto de educação física compensatõria e recreação.

Justificativa

Apesar da inclusão de novos nomes na lista das doenças ocupacionais, divulgada pelo Ministério da Previdência e Ação Social, as principais moléstias responsáveis pelo afastamento precoce de pessoas do mercado de trabalho continuam sendo as LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS (LER) e a perda de audição.

O afastamento do trabalhador acometido por uma doença ocupacional de sua função traz perdas para a empresa e para o trabalhador. Segundo o coordenador de Benefícios por Incapacidade do Ministério da Previdência, Cézar Augusto de Oliveira, mesmo com o afastamento do funcionário, a empresa tem que recolher as contribuições sociais, além de providenciar outra pessoa para ocupar o cargo do afastado. Se o trabalhador resolve processar a empresa, os custos podem ser ainda maiores. Já o trabalhador afastado pode perder vantagens que uma pessoa que está na ativa, como promoções e aumento de salário.

Para evitar problemas como esses, o médico do trabalho Ruddy Facci, do Paraná, recomenda a prevenção. Ginástica, pausas no trabalho e mobiliários ergonômicos são programas que se adotados reduzem em 100% as chances de se contrair uma doença ocupacional.

Diagnóstico

O trabalho excessivo, postura inadequada, repetições constantes do mesmo movimento e condições crítica de materiais, equipamentos e instalações da empresa, desencadeiam grandes tensões no corpo, que originam grandes males que são responsáveis pelo afastamento ou até invalidez permanente do profissional.

Diagnosticados estes fatos como : LER (Lesões por Esforços Repetitivos), nome dado pelos especialistas´à sintomas que acometem tendões, músculos, nervos, ligamentos e outras estruturas responsáveis pelos movimentos dos membros superiores, das costas, região do pescoço, ombros e membros inferiores. atualmente denominada DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), ambas as siglas representam as mesmas patologias que são causa de despesas médico-ocupacionais nas empresas. Do ponto de vista psicológico, na Educação Física (uma atividade repetitiva e igual por muito tempo, como um trabalho industrial). cessa a chegada de estímulos ao cérebro pelo cansaço das vias respiratórias. A conseqüência é a falta de atenção, caminho direto para o acidente de trabalho e a baixa produtividade.

Benefícios

§ Pesquisas revelam que as empresas que promovem a realização de exercícios orientados declaram terem verificado aumento de produtividade, e os trabalhadores garantem que terminam a jornada menos cansados do que antes de ser adotada essa medida;

§ Compensação das estruturas mais utilizadas durante o trabalho e ativar as que não são requeridas, relaxando-as e tonificando-as;

§ Amenizar e acabar com o stress, diminuir a ansiedade e depressão;

§ Diminuir e acabar com o sedentarismo e melhorar a auto-imagem;

§ Relaxar e diminuir a tensão, melhorar a qualidade do sono;

§ Aumentar: a flexibilidade, a força, a coordenação, o ritmo, a agilidade e a resistência;

§ Fortalecer o relacionamento social e trabalho em equipe;

§ Reduzir o afastamento por LER e DORT.

Fonte: Personal Trainning Prof. Kiko



Ginástica Laboral by Ariana Dêgelo
agosto 11, 2008, 2:43 pm
Filed under: Ginástica Laboral | Tags:

Ginástica é a arte de exercitar o corpo, para desenvolvê-lo e fortificá-lo, possuindo
também a função de produzir saúde física e mental. Laboral significa trabalho, vem de
labor, portanto, Ginástica Laboral é uma atividade física leve, realizada no ambiente
de trabalho.

A Ginástica Laboral visa preparar o corpo e a mente do trabalhador para sua jornada de
trabalho, e compensar a musculatura após um dia cansativo e exigente.

Pode ser definida também como um conjunto de atividades físicas destinada a trabalhadores
, que segue uma metodologia específica e criteriosa de acordo com a atividade realizada
durante o trabalho.

Ela age de forma preventiva e terapêutica nos casos de LER/DORT, sem levar o trabalhador
 ao cansaço, por ser de curta duração e direcionada a exercícios de alongamento e de
compensação muscular das estruturas envolvidas nas tarefas operacionais diárias.

Objetivos

> Prevenção de LER/DORT.
> Integração dos funcionários.
> Sociabilização do ambiente de trabalho.
> Aumento de Produtividade.
> Diminuição e Prevenção de Fatiga.
> Qualificação da Empresa.
> Melhoria de relacionamento inter-pessoal.
> Dimuição de custos com afastamentos e tratamentos.
> Redução do absenteísmo.
> Contribuir com pausas recomendadas pela NR-17.
> Apresentação de relatórios de melhoria.
> Contribuir na Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Aspectos sociais

> Integração Social.
> Estimula o Sentido de Grupo.
> Favorece a Cooperação entre funcionários.
> Melhoria de relacionamento.
> Qualidade de Vida dentro e fora da Empresa.
> Adoção de hábitos saudáveis.
> Melhora de desempenho individual e em grupo.
> Projeção da Empresa.

Aspecto psicológico

> Alteração de hábitos e rotinas.
> Quebra da monotonia.
> Diminuição da distração.
> Aumento de motivação.
> Aumento na velocidade de raciocínio.
> Minimiza o bloqueio ou pausa forçada autônoma.
> Contribui para a Auto-Estima.
> Diminui a Ansiedade.
> Auxilia no combate à Depressão.
> Equilíbrio Emocional.

Fonte: Ergoprev