Fique10


Gustavo Borges – Recordista Mundial de Natação by editorfique10
Gustavo Borges no Jogos PAN-AMERICANOS

Gustavo Borges no Jogos PAN-AMERICANOS

O recordista brasileiro em medalhas Pan-Americanas Gustavo Borges atuou em diversos clubes, já foi medalhista olímpico quatro vezes e recentemente lançou com a Cepall quatro dvd’s sobre a linha Acqua. Nesta entrevista, o atleta fala sobre o começo de sua carreira, seu lado empresário e a rede de academias que tem pelo Brasil. Confira abaixo:

1-Como foi que você chegou na natação e porque a escolheu?
Comecei a nadar pois sempre tive incentivo e muitos amigos que nadavam na época, o que facilitou minha entrada.

2-Sua carreira teve início na cidade de Ituverava, interior de São Paulo, e depois você representou o Clube Pinheiros. Conte-nos um pouco sobre a importância que este clubes trouxeram para sua carreira.
Em vários clubes fiz minha transição até chegar no nível profissional. Todos foram importantes em termos técnicos e ajudaram minha chegada aos EUA, em 1990.

3-Você é medalhista olímpico de natação por quatro vezes e é considerado recordista brasileiro em medalhas Pan-Americanas, medalhas da Copa do Mundo e recordista Mundial de natação. Qual foi a medalha mais importante que ganhou?
As quatro medalhas olímpicas com certeza são as mais importantes.

4-A última vez oficial que você competiu foi na Olimpíada de Atenas. Qual foi a sensação que teve por ser a última vez?
Foi um misto de alegria e tristeza, pois encerrei um ciclo e comecei outro. No dia a dia, a natação é muito cansativa,  entao a transição foi natural não foi traumática. Eu estava preparado para parar, mas sabia que ia sentir muita saudade.

5-Você tem alguma rotina diária de exercícios?
Sim, pratico 1 hora de exercícios diários (musculação, corrida) e aos finais de semana faço esportes leves, como tênis e vôlei, por exemplo.

6-O Troféu Gustavo Borges durou onze edições e a partir deste ano não terá mais. Você o substituirá por outro projeto? 
A princípio não. A tendência é resgatar o troféu de novo nos próximos anos.

7-Em quem você aposta atualmente na natação?
Atualmente o César Cielo, mas tem muitas pessoas boas também
.

8-Agora como empresário, como que você contribui para a natação? Fale um pouco sobre a expansão da sua rede de academias.
A ideia é crescer como rede de ensino na metodologia e como empresa. Pretendemos no ano que vem crescer pelo menos em 80 novas unidades.

-Recentemente, a Cepall lançou quatro dvd’s com você sobre o produto Acqua. Como foi que surgiu esta parceria?
Foram vários anos de conversa, contato e uma sinergia em comum da Cepall com o nosso interesse de divulgar algo que trabalhamos e ensinamos no dia a dia. Aí conseguimos unir as empresas e as vontades para produzir e lançar estes quatro dvds.

10-O ex-nadador Eduardo Scavone Schiesari (o Francês) é o assessor técnico de sua metodologia e vocês se conhecem desde o clube Pinheiros. Como funciona o trabalho que vocês exercem juntos?
Ele atua como colaborador e ajuda no desenvolvimento de produtos , como foi o caso dos dvd’s do produto Acqua.



Eduardo Schiesari – campeão brasileiros dos 100 e 200m Nado Livre by editorfique10

Campeão Brasileiro dos 100 e 200m Nado Livre

Francês

O ex-nadador Eduardo Scavone Schiesari, conhecido como Francês, atualmente é o braço direito de Gustavo Borges e o ajudou a criar e preparar as aulas dos DVDs da linha Acqua, lançado pela marca Cepall. Depois de somar medalhas ao longo de sua carreira pelo clube Pinheiros, virou assessor técnico da Metodologia Gustavo Borges e auxilia todas as academias credenciadas que utilizam a metodologia Gustavo Borges. Nessa entrevista exclusiva, Francês fala um pouco sobre sua carreira, medalhas e parceria com seu amigo Gustavo Borges:

Qual o seu papel como assessor técnico da MGB (Metodologia Gustavo Borges)?
Acompanho a implantação da metodologia GB nas academias que adquirem o processo de ensino. O foco é que os parceiros ganhem dinheiro e que queiram sempre ficar na rede.

Junto com Gustavo Borges, você ajudou a desenvolver os exercícios da linha Acqua, da marca Cepall. Qual a importância desses elásticos no desempenho de um nadador?
Aumentar a possibilidade de variações de exercícios e aumentar a intensidade e correções técnicas.

Na gravação dos DVDs você deu suporte ao Gustavo Borges na preparação e nas aulas. Qualquer nadador ou amante da natação conseguirá absorver com facilidade as aulas?
Sim. O professor será capacitado para trabalhar adequando o exercício à habilidade aquática do aluno, assim como à capacidade física de cada um.

Você nadou pelo clube Pinheiros durante muito anos. Como que começou sua parceria com o Gustavo Borges?
Fazer parte do Pinheiros foi um início de contato, porém no projeto acqua academia que treinávamos no final da carreira, afinamos a relação de amizade e daí surgiu a proposta de trabalho em conjunto.

Qual foi a medalha mais importante que ganhou quando disputava campeonatos?
Foi uma medalha paulista que venci o Gustavo Borges , ainda ativo, nos 200 metros livre.

Você tem alguma rotina de exercicios?
Sim, tento manter o processo de atividade física constante. Desde que parei de treinar diariamente, implantei como rotina outros esportes como corrida, bicicleta e muita musculação.

Na academia Gustavo Borges você ministra alguma aula?
Não ministro nenhuma aula.

Qual a modalidade da natação que mais atrai alunos?
É na modalidade infantil que mais temos alunos atualmente.

Como você avalia a atual natação brasileira?
Em franca ascensão.Temos agora não somente ponteiros mas também miolo, sendo assim podemos dizer que estamos agora com um trabalho bem estruturado na base competitiva, que poderá trazer ótimos frutos para a Olimpíada no Rio.

Na sua opinião, quem é o melhor nadador brasileiro ainda na ativa?
Cesar Cielo sem nenhuma dúvida.



Surfe é um exercício cardiovascular by editorfique10
dezembro 9, 2009, 6:23 am
Filed under: saúde | Tags: , , , , ,

Surfe é um ótimo exercício cardiovascular, pois trabalha toda musculatura do corpo, desenvolvendo equilíbrio e coordenação motora, é um esporte em contato com a natureza, que é muito benéfico para nosso organismo.

O surfe pode provocar lesões nos joelhos e tornozelos, se praticado sem a quantidade de alongamento e aquecimento necessário.

Para praticar surfe é preciso saber nadar, conhecer as condições do mar antes de entrar, usar bloqueador solar, beber muita água antes e depois de praticar, fazer leves refeições antes de entrar. Deve ser mantida outra atividade física como a musculação ou natação, para melhorar o condicionamento do surfista.

Uma boa prancha é fundamental para o desempenho do surfe, para os iniciantes é recomendado os modelos long boards, são maiores, feitos por encomendas ou lojas especializadas.

O surfe é indicado para pessoas a cima de cinco anos de idade, que saibam nadar e tenham feito exames médicos para avaliação das condições físicas e cardiovasculares. 
O bom desempenho desse esporte é adquirido, através, de uma boa escola de surfe. Na escola o aluno terá mais segurança, aprendendo cada passo, como alongar, noções de movimentos básicos, conhecer o mar, ficará apto a identificar os locais apropriados para a pratica do esporte.



Marcelo Negrão by editorfique10

Embaixadores do Esporte

Embaixadores do Esporte

Com um saque indefensável no ponto final, Marcelo Negrão se consagrou e ajudou o Brasil a conquistar o até então inédito ouro olímpico, em Barcelona-1992. Nascido em São Paulo (SP), cresceu em Recife (PE), onde começou a jogar vôlei. Eleito por duas vezes melhor jogador do mundo, foi bicampeão da Liga Mundial (1993/2001), campeão da Copa Européia de Clubes (1994) e campeão italiano (1994). Marcelo disputou a Liga Mundial de 2001 e depois foi tricampeão da Superliga em 2003, pelo Ulbra. Casado com Ísis Negrão, Marcelo é pai de dois meninos e é o único dos Embaixadores que continua na ativa, no vôlei de praia – dupla com Adriano.

1-) Jogar vôlei de praia exige muito do preparo físico. O que você faz para manter-se fisicamente?

Treino com bola durante uma hora e meia na areia, mais uma hora de musculação, por dia.

2-) Qual modalidade exige mais esforço físico: vôlei de praia ou de quadra?

A areia,  por ser “fofa”, dificulta na hora da corrida, da impulsão para o salto. Portanto, vôlei de praia desgasta mais.

3-) Que alimentos você consome na sua rotina alimentar?

Como um pouco de tudo, claro, sem exageros. Mas o que não falta no meu prato é carne, seja vermelha ou branca.

4-) Além do vôlei, você gosta de praticar algum outro esporte?

Sim, gosto muito de natação. Por ser um esporte completo, me ajuda a manter e a desenvolver a musculatura.

5-) Qual a sua opinião sobre anabolizantes?

Todos nós sabemos que os anabolizantes não fazem bem algum para a saúde. Te dá uma “falsa” sensação de ter mais força, mas, no final, acaba prejudicando sua vida profissional e particular.

6-) Já faz o uso de anabolizantes durante algum período da carreira?

Nunca usei e nunca vou usar.

7-) Existe diferença nos treinamentos de vôlei de praia e areia?

Sim, muita. Meu corpo era acostumado a jogar em um ambiente fechado, chão liso, sem nenhuma imperfeição, bola mais leve. Agora, na areia, os treinamentos são completamente diferentes. A bola é mais pesada, o posicionamento em quadra é outro, o terreno é irregular e a céu aberto e, com o vento, a trajetória da bola muda, fazendo agente correr mais e, consequentemente, cansar mais.

8 -) Você procura incorporar sua rotina física e alimentar em sua família?

Bom, não imponho nenhuma restrição alimentar aos meus filhos. Deixo eles comerem de tudo, claro, sem exagero. Já minha esposa pratica esportes e se alimenta muito bem.

9-) O que você procura fazer nas suas horas livres para conseguir uma boa qualidade de vida?

Morando em São Paulo, a qualidade de vida fica a desejar. Nas horas livres, gosto muito de viajar, se possível para lugares que tenham praia ou posadas que tenham piscina. Assim, me sinto mais próximo dos meus filhos.

10-) Qual a importância da boa alimentação e praticar esportes?

Nos dias de hoje, com a vida estressante que vivemos, em especial nas grandes cidades, sabemos que a alimentação aliada à atividade física é um ponto fundamental para conseguirmos ter uma qualidade de vida melhor, principalmente na terceira idade.

11-) O que é ficar 10 pra você?

Para mim, ficar 10 é, primeiramente, estar bem consigo mesmo. Isto consequentemente reflete no convívio com a família e os amigos, coisa que nunca abro mão, pois eles são a base da minha vida. Como esportista, ficar bem é estar com a saúde sempre em dia, com uma alimentação balanceada, sem exageros e sempre praticando atividade física. E como não poderia faltar, ficar 10, é quando estou na quadra fazendo o que eu mais amo na vida, jogar vôlei!